RESGATANDO A MEMÓRIA

Este espaço é dedicado ao resgate de momentos, de personagens, de tradições que ficaram na memória, e de certa forma, na história de de nossa cidade. Fatos que aos poucos estão sendo esquecidos e que se nós não tomar-mos nenhuma iniciativa para resgatar e preservar esses momentos infelismente acabarão morrendo.

Se você tiver fotos antigas de personalidades, lugares, momentos importantes, festas, comícios… enfim, imagens que de alguma maneira contribua para o resgate de nossa memória e ao mesmo tempo para o enriquecimento de nossa história, por gentileza me envie para que eu possa publicar, chegando assim ao conhecimento da nossa gente. A história de Ouro Branco agradece.

_______________________________________________________________

CAPELA DE SÃO SEBASTIÃO

sao sebastiao02Pequena, porém cheia de histórias.

sao sebastiao01A Capela de São Sebastião fica localizada na Rua São Sebastião, Bairro Sátiro Soares, ao lado da casa de Maria Soares de Lima, mais conhecida por Maria de Chico (uma das mulheres mais velhas de Ouro Branco). Segundo os mais vraimundo vieira de limaelhos, esta igreja foi construída no início da década de 50 por Raimundo Vieira de Lima, um sargento da Polícia Militar, devoto de São Sebastião, que morava na mesma rua. Raimundo nasceu no dia 05 de julho de 1905 e veio a falecer no dia 28 de julho de 1985, aos 80 anos, seu corpo foi sepultado na referida Capela.

Contam os mais velhos que existia a Festa em homenagem a São Sebastião, todos os anos, que chegou a ser tradição, sendo considerada uma das principais festas da cidade, com direito a parques de diversão, que para a época era muito relevante em festas. Infelismente não se sabe o período que durou essas comemorações anuais, só se sabe que durou um bom período.

Veja imagens do interior da Capela de São Sebastião

sao sebastiao - interior04 sao sebastiao - interior05 sao sebastiao - interior07 sao sebastiao - interior02 sao sebastiao - interior03

São Sebastião

Conhecendo Um Pouco Mais

sao sebastiao02São Sebastião (França, 256286)originário de Narbonne e cidadão de Milão, foi um mártir e santo cristão, morto durante a perseguição levada a cabo pelo imperador romano Diocleciano. O seu nome deriva do grego sebastós, que significa divino, venerável (que seguia a beatitude da cidade suprema e da glória altíssima).

De acordo com Actos apócrifos, atribuídos a Santo Ambrósio de Milão, Sebastião era um soldado que teria se alistado no exército romano por volta de 283 (depois da Era Comum) com a única intenção de afirmar o coração dos cristãos, enfraquecido diante das torturas. Era querido dos imperadores Diocleciano e Maximiliano, que o queriam sempre próximo, ignorando tratar-se de um cristão e, por isso, o designaram capitão da sua guarda pessoal – a Guarda Pretoriana. Por volta de 286, a sua conduta branda para com os prisioneiros cristãos levou o imperador a julgá-lo sumariamente como traidor, tendo ordenado a sua execução por meio de flechas (que se tornaram símbolo constante na sua iconografia). Foi dado como morto e atirado no rio, porém, Sebastião não havia falecido. Encontrado e socorrido por Irene (Santa Irene), foi depois levado novamente diante de Diocleciano, que ordenou então que lhe fosse espancado até a morte. Mesmo assim, ele não teria morrido. Acabou sendo morto transpassado por uma lança.

Existem inconsistências no relato da vida de São Sebastião: Historicamente o edito que autorizava a perseguição sistemática dos cristãos pelo Império foi publicado apenas em 303 (depois da Era Comum), pelo que a data tradicional do martírio de São Sebastião parece um pouco precoce. O simbolismo na História, como no caso de Jonas, Noé e também de São Sebastião, é vista, pelas lideranças cristãs atuais, como alegoria, mito, fragmento de estórias, uma construção histórica que atravessou séculos.

O bárbaro método de execução de São Sebastião fez dele um tema recorrente na arte medieval – surgindo geralmente representado como um jovem amarrado a uma estaca e perfurado por várias setas (flechas); de resto, três setas, uma em pala e duas em aspa, atadas por um fio, constituem o seu símbolo heráldico.

sao sebastiao01Tal como São Jorge, Sebastião foi um dos soldados romanos mártires e santos, cujo culto nasceu no século IV e que atingiu o seu auge na Baixa Idade Média, designadamente nos séculos XIV e XV, tanto na Igreja Católica como na Igreja Ortodoxa. Embora os seus martírios possam provocar algum ceticismo junto dos estudiosos atuais, certos detalhes são consistentes com atitudes de mártires cristãos seus contemporâneos.

São Sebastião no folclore, na literatura e no cinema

São Sebastião foi o ícone de várias expressões artísticas. A Pintura há muito o nomeou como modelo de pintores da Renascença.

Na literatura, São Sebastião teve sua trajetória contada no livro “Perseguidores e Mártires” , do escritor italiano Tito Casini. Ainda na literatura, foi um dos personagens centrais do romance “Fabíola” (também intitulado “A Igreja das Catacumbas”), escrito em 1854 pelo Cardeal Nicholas Wiseman.

A Obra de Wiseman foi levado para as telas de cinema em 1949, num filme francês homônimo dirigido por Alessandro Blasetti, e estrelado por Michèle Morgan, e com o ator italiano Massimo Girotti no papel de São Sebastião. Um Remake cinematográfico do romance de Wiseman foi realizada em 1961, na Itália, com o título “La Rivolta degli Schiavi (“A Revolta dos Escravos ), dirigido por Nunzio Malasomma, e protagonizada pela estrela norte-americana Rhonda Fleming, tendo o romano Ettore Manni como o santo mártir.

Festejos em homenagem a São Sebastião

No Brasil, ele é celebrado com festas e feriados no dia 20 de janeiro como padroeiro de várias cidades: na Cidade do Rio de Janeiro, em Três Rios ,em Aperibé, em Araruama, no Estado do Rio de Janeiro; na cidade de Rio Verde, em Goiás; em Altamira, Parauapebas, no Pará; em Alto Garças, em Mato Grosso; em Alcobaça, Caravelas, Itambé, Trancoso e Maraú, na Bahia; em Monsenhor Tabosa, no Ceará; em Alpinópolis, Andradas, Cruzília, Coronel Fabriciano, Leopoldina, Bom Jardim de Minas e São Sebastião do Paraíso, em Minas Gerais; em Valinhos, interior de São Paulo; Jataúba, Cabo de Santo Agostinho, Belo Jardim e Ouricuri, em Pernambuco; em Xapuri, no Acre; em Paranavaí e Sengés, no Paraná; em São Sebastião do Caí e em Venâncio Aires, no Rio Grande do Sul; e em Sombrio, Santa Catarina.

No sul da Bahia a festa também é chamada de Cavalhada.

Em Portugal, há comemorações semelhantes em Santa Maria da Feira, na conhecida Festa das Fogaceiras, a maior festa do concelho, a cargo da Câmara Municipal. Comemora-se ainda, em várias localidades do concelho de Mirandela, entre outras, no Bairro de S. Sebastião (no segundo Domingo de Setembro), em Cabanelas (no dia 20 de Janeiro), em Vale de Prados (no 3.º Domingo de Janeiro). É Santo Padroeiro de Vale de Juncal, do mesmo concelho, cujas festividades seculares ocorriam no primeiro Domingo de Fevereiro de cada ano.

2 opiniões sobre “RESGATANDO A MEMÓRIA”

  1. José Erys Johnatan disse:

    isso foi muito bom saber, aliás, o municipio de Ouro Branco através da comunidade geral dos vereadores e do prefeito deveriam tombar tanto a capela de São Sebastião como também o lagedo grande a Igreja Matriz da nossa paróquia e também a pedra da capelinha, devem ser protegidos por lei municipal !

  2. Olha Elielson, outra boa sugestão para melhorar as visitas em seu site, são 2 links que eu tenho aqui com reportagen sobre a nossa cidade!

    dê uma olhadinha por favor e se puder coloque como destaque no seu site!!

    1º link, da Tv Gazeta – AL, falta de energia na cidade!

    http://gazetaweb.globo.com/v2/videos/video.php?c=6664

    2º link, da Tv Pajuçara – AL, Mais um pouco sobre Ouro Branco – AL

    http://www.tudonahora.com.br/video/100-nossa-gente/2010/03/11/100-nossa-gente-apresenta-o-municipio-de-ouro-branco

    um forte abraço!

Faça seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s